Separar o melhor para Deus

“Vocês podem também pagaram tributo a javé por todos os dízimos que receberem dos filhos de Israel. Essa parte que vocês separarem para Javé será entregue ao sacerdote Aarão. De todas as ofertas que receberem, reservarão uma parte para Javé, e essa parte sagrada vocês tirarão do melhor de todas as coisas”.

Aqui está uma das melhores regras do dizimo. A melhor parte deve ser dada a Deus... comunidade... para os pobres... para você!

Essa é uma regra de ouro!

Deus não gosta de gente trapaceira.

Quando você for dar o dizimo para a sua igreja veja como você faz! Como é a sua atitude com aquilo que é dizimo? Como é seu envelope? Como você deposita seu dizimo? Como você o leva para igreja ou para a secretaria? Qual a sua exigência consigo e com Deus? O que você re-quer de volta?

O troco? Uma oração? Uma missa? Uma bênção especial? Como é a sua nota, você escolhe a mais nova ou a mais velha? Você joga? Deposita com respeito? Como você comunica quando oferece o seu dizimo? O que responde? Como é o seu gesto com as mãos, os olhos, o coração?

Para Deus devemos dar o melhor!

Por que Deus abençoou Abel e não gostou da atitude de Caim? Quem era gentil? Quem era deselegante e trapaceiro? Por que é que quando temos um boi gordo damos uma vaca magra nas quermesses das igrejas? Você já reparou nas cédulas das ofertas das coletas? Por que as pessoas sempre – quase – dão as notas mais velhas, amassadas, rasgadas, remendadas nas coletas?

Será que isso importa?

- Claro que sim! Em cada gestos há um como nós o fazemos e nele há a expressão daquilo que estou sentido ou que sou.

Há pessoas que têm medo de dar o melhor para a sua igreja, porque têm medo de que irá, mais tarde, lhe fazer falta. Outras pessoas são insensíveis e não se importam com seus gestos! Têm medo de ser feliz. Brincam com Deus como se Ele fosse uma coisa qualquer...

Isso certamente é estranho.


Paróquia São João Evangelista 
E-mail: secretariasje@gmail.com
Telefone : (62) 3946-1681